Wednesday, March 13, 2013

Viena



Me apaixonei por Viena.

Embarquei sem saber muito sobre a cidade, sem ter pesquisado, sem planejamento, mas com um envelope lacrado que deveria ser aberto na noite de Ano Novo. Viena foi assim: cheia de boas surpresas.

A cidade é linda, limpa, organizada.

Passeamos sem rumo pelo centro e comemos sopa com fatias de panqueca fazendo papel de macarrão. Sem querer topamos com a Casa da Música e foi uma das melhores partes da viagem. Comemos Sachertorte (um bolo de chocolate tradicional). Visitamos as estátuas dos compositores no Stadtpark e tomamos chá nos charmosos cafés vieneses. Andamos muito e teimosamente até encontrar o cinema para assistir "O Hobbit". Fomos ao Palácio Schönbrunn e nos deleitamos com os cheiros vindos das barraquinhas de vinho quente, doces, sopas, linguiças. Visitamoss a casa onde Sigmund Freud morou por muitos anos e onde também atendia seus pacientes e dava início à psicanálise. Claro que me lembrei do filme “Um método perigoso” que havia assistido recentemente. Também fomos à casa onde morou o Mozart e ouvimos histórias muito interessantes com o audio tour. Comemos schnitzel (vitela empanada e frita) e andamos muito de metrô, que é muito fácil e prático – até no dia 01/01 às 05h quando precisamos ir para o aeroporto. Ah! A conexão para o aeroporto é ótima: em 15 minutos de trem direto chegamos lá e já havíamos despachado a mala no saguão da conexão mesmo.

No dia 31 eu pude abrir o envelope surpresa. Tentei não pensar no que era, mas imaginava que eram entradas e iríamos a algum lugar. Nunca imaginei que veria um dos shows mais lindos da minha vida! Pela primeira vez vi uma Orquestra Sinfônica ao vivo! É realmente de arrepiar, ainda mais em Viena. Depois da Orquestra andamos pela cidade e pelos inúmeros palcos espalhados nos pontos principais. Música ao vivo, barraquinhas, muita gente e muito frio! À meia noite assistimos à queima de fogos e brindamos à vida nova!

2 comments:

Maria Tereza Guedes said...

Olá Ana!
Estou tão empolgada em demonstrar a minha admiração por você, que já começo a tremer. "Será que ela vai ler meu comentário?" Não sabia bem como começar, mas resolvi começar pelo início. Sou acadêmica da Unimontes-Salinas, e em busca de um refúgio alguns dias atrás fui até a estante da biblioteca em que se encontrava os "Diversos" e lá estava seu livro (Qualquer dias desses). Eu simplesmente fiquei encantada com o modo que escreve...um jeito simples, natural que quase toca a gente. Me Identifiquei com MUITOS textos, pra não dizer todos.Fico feliz que continue escrevendo..=')
Estou te seguindo e gostaria que vc desse um pulo no meu blog e me fizesse criticas.Adoraria ter sua opinião..Segue lá também?
http://rascunhosdeguardanapo.blogspot.com.br/

Maria Tereza Guedes said...

Obrigada pela visita e comentário Ana!
Sinto- me honrada em tê-la por aqui..
=')
Seja bem vinda!